• Writer's Room 51

Leia 10 roteiros de destaque de 2019

Atualizado: Jun 9

Trazemos 10 roteiros de filmes com grande destaque no ano de 2019 para dar um impulso no seu vocabulário de escrita e inspirar novos jeitos de escrever roteiros

"História de um Casamento". Imagem: Netflix

Todo mundo adora assistir aos lançamentos do cinema recém saídos do forno. Porém, por diversos motivos, muitos roteiristas e autores acabam nunca lendo os roteiros desses filmes de sucesso.


Hoje em dia, temos mais acesso a essas obras importantes e, consequentemente, aos benefícios que elas trazem para nossa visão artística.


Para além da curiosidade de saber "como que o roteirista fez" para criar aquela cena incrível, ao ler um roteiro, temos a oportunidade de ver na prática como se estrutura certas sequências dramáticas, se expressa certos traços de personagens e várias outras práticas de roteiro.


Além disso, a leitura é importantíssima para se treinar a escuta e escrita de diálogos, já que fornece muitas ideias de vocabulário, voz, ritmo e camadas de significado.


Pensando nisso, vemos que o ano de 2019 foi cheio de projetos interessantes que merecem ser lidos. Mas por que? Quais os maiores motivos para lermos roteiros? O que essa prática melhora em nossa escrita?


Por que ler roteiros é importante?

Quem trabalha diretamente com roteiros de cinema sabe que é imprescindível conhecer muito bem o formato desse documento. E para quem é roteirista ou autor, ler roteiros de séries ou longas deveria ser uma prática constante.


Os motivos principais você já deve imaginar: lendo, conseguimos analisar e absorver melhor as práticas de estrutura e linguagem cinematográfica mais criativas e eficazes do ramo.


Muitas vezes, o filme pronto pode trazer muita abstração na hora de entender como o adversário foi construído ou de onde vem aquele modo de falar de algum personagem. No roteiro, mesmo sem as notas do autor, temos uma clareza maior do que foi utilizado para criar uma boa sequência.


Isso envolve conhecer os termos de descrição, figuras de linguagem, indicações gráficas de pausa e ritmo, etc. Por exemplo, você sabia que muitos roteiristas utilizam cores diferentes ou diálogos escrito lado a lado para indicar diferentes temporalidades?


Ver como um roteirista de grande visibilidade se expressa pode aumentar muito o vocabulário de escrita específica de roteiro. É dali que tiramos ideias que melhor expressam nossa concepção de ritmo, aumento de tensão, aproximação ou distância de um personagem e muitos outros artifícios dramáticos.

Greta Gerwig e Noah Baumbach. Imagem: THR

Outro grande motivo para ler roteiros é na melhoria dos diálogos: grandes autores possuem uma cadência específica que colocam nas falas dos personagens. Isso parte do roteiro, mas muitas vezes as pessoas acabam colocando todo o crédito do trabalho do diálogo no ator ou diretor.


Para não cometer essa atrocidade, é importante conhecer os vários artifícios de vocabulário linguagem e até mesmo pontuação que criam a sensação de um diálogo real na página de roteiro. Desde a cadência da fala até os inúmeros significados presentes ali podem ser analisados com mais calma quando se lê.


Além de tudo, para quem escrever e dirige seus projetos, ler roteiros estimula muito a criatividade na atividade da direção. Muitos autores, como Noah Baumbach e Taika Waititi, já gostam de escrever visualizando suas técnicas de direção e sinalizando, com linguagem técnica, nas descrições e transições.


Isso abre caminhos para inovação na direção estética e de atores, pois o autor que sabe como construir diferentes personagens na tela já vai conseguir trazer isso para a escrita do roteiro com mais propriedade.

Greta Gerwig em "Adoráveis Mulheres". Imagem: Vanity Fair

Infelizmente, muitos cursos de cinema ignoram esse passo importante da formação do roteirista. E muitos profissionais também deixam esse material riquíssimo de lado.


Quer ficar por dentro de alguns dos melhores roteiros desse ano? Veja abaixo nossa seleção de roteiros de destaque de 2019. Boa leitura!


Roteiros de destaque em 2019 que merecem ser lidos


Infelizmente, não são muitos os roteiros de lançamentos brasileiros disponíveis por aí. Por isso, os roteiros que selecionamos são em inglês. Confira nossa seleção:


1. "História de um Casamento" (Marriage Story, 2019)

Roteiro por Noah Baumbach.


Sinopse: O olhar incisivo e complexo de Noah Baumbach sobre o término de um casamento como isso afeta os integrantes de uma família.


Por que ler? Baumbach já estabeleceu sua voz autoral em filmes como "A Lula e a Baleia", "Margot e o Casamento" e "Frances Ha". Seu segundo projeto de drama com a Netflix, "História de um Casamento", segue muito o estilo reconhecível do autor, mas traz uma nova profundidade às tramas de amor, perda e relacionamentos. Baumbach traz muita dimensionalidade aos personagens que cria, assim como aos diálogos lapidados e ritmo impecável. É um roteiro para entender como um autor constrói e articula seu universo a ponto de ele ser incrivelmente particular e universal ao mesmo tempo. Um dos melhores do ano e da carreira do autor.


Leia o roteiro de "História de um Casamento".



2. "O Irlandês" (The Irishman, 2019)

"O Irlandês". Imagem: Netflix

Roteiro por Steven Zaillian. Baseado na obra de Charles Brandt.


Sinopse: Conhecido como "O Irlandês", Frank Sheeran (Robert De Niro) é um veterano de guerra cheio de condecorações que concilia a vida de caminhoneiro com a de assassino de aluguel aliado da máfia. Promovido a líder sindical, ele torna-se o principal suspeito quando o mais famoso ex-presidente da associação, Jimmy Hoffa (Al Pacino), desaparece misteriosamente.


Por que ler? O fato de que se trata de um filme dirigido por Martin Scorsese já é um bom motivo para ler, mas podemos citar outros. "O Irlandês" é um estudo biográfico colossal, pois traz à tona situações e momentos da vida de um personagem com um peso dramático muito grande e versátil, sem nunca sair da concentração temática. Em tom melancólico, o filme acompanha as várias mudanças no protagonista Frank com maturidade, tratando de muitos temas familiares à carreira de Scorsese com uma visão mais sóbria. O roteiro de Zaillian, também produzido pelo Netflix, tem 135 páginas de uma história grandiosa e muito humana, tornando-se bastante interessante também para quem tem projetos biográficos em mente.


Leia o roteiro de "O Irlandês".



3. "Adoráveis Mulheres" (Little Women, 2019)

"Adoráveis Mulheres". Imagem: IMDb

Roteiro por Greta Gerwig. Baseado na obra de Louisa May Alcott.


Sinopse: Os anseios e desafios durante o amadurecimento de quatro irmãs na América após a Guerra Civil.


Por que ler? A roteirista, diretora e atriz Greta Gerwig obteve grande reconhecimento no Oscar de 2018, quando foi indicada à Melhor Direção e Melhor Roteiro Original por "Lady Bird: A Hora de Voar". Desde então, ela vem trazendo uma voz simultaneamente realista e poética aos seus projetos, procurando achar o equilíbrio entre sua divertida visão de mundo e um drama atraente para o público. Com sua versão de "Adoráveis Mulheres", ela traz um protagonismo feminino concreto e abundante, com histórias reais para contar. Além de tudo, o roteiro contém notas autorais de ritmo e temporalidade, trazendo um insight para as possibilidades de linguagem cinematográfica. "Adoráveis Mulheres" também se torna interessante para ver a estrutura de uma adaptação literária na prática.


Leia o roteiro de "Adoráveis Mulheres".



4. "Dois Papas" (The Two Popes, 2019)

"Dois Papas". Imagem: Netflix

Roteiro por Anthony McCarten.


Sinopse: Por trás dos muros do Vaticano, o conservador Papa Bento XVI e o futuro liberal Papa Francisco devem encontrar um acordo entre si para criar um novo caminho para a Igreja Católica.


Por que ler? Outro projeto da Netflix entra em nossa lista como roteiro de destaque. "Dois Papas" é um longa dirigido pelo brasileiro Fernando Meirelles e tem um cenário ambicioso: o Vaticano. De acordo com o Hollywood Reporter, "o primeiro triunfo do filme é que o diálogo bem escrito entre os dois homens é completamente convincente. Não há como saber o que poderia ter sido dito por esses dois homens muito diferentes, mas a partir de tudo o que sabemos sobre seus antecedentes, a troca de idéias parece plausível". Portanto, aposte nesse roteiro para uma boa aula de diálogo e silêncio.


Leia o roteiro de "Dois Papas".



5. "Ford vs Ferrari" (2019)

"Ford vs Ferrari". Imagem: Fox

Roteiro por Jez Butterworth, John-Henry Butterworth e Jason Keller.


Sinopse: O designer de carros Carroll Shelby e o piloto Ken Miles lutam contra a interferência corporativa, as leis da física e seus próprios demônios pessoais para construir um carro de corrida revolucionário para a Ford e desafiar a Ferrari nas 24 horas do Le Mans em 1966.


Por que ler? O roteiro de "Ford vs Ferrari" é repleto de emoções e dialeto de corrida, além de personagens bem construídos. O diálogo é nítido e verdadeiro, mas geralmente é a linguagem descritiva que de destaca. Muito na linha de roteiros como "Whiplash: Em Busca da Perfeição" e "A Grande Aposta", as próprias descrições e observações trazem uma riqueza única ao filme, algo que todos os roteiristas deveriam propor ao escreverem suas obras. Uma ótima chance de entender como um verdadeiro blockbuster de substância é construído.


Leia o roteiro de "Ford vs Ferrari".



6. "O Farol" (The Lighthouse, 2019)

"O Farol". Imagem: IMDb

Roteiro por Robert Eggers e Max Eggers.


Sinopse: Dois guardiões de um farol tentam manter sua sanidade enquanto vivem em uma remota e misteriosa ilha da Nova Inglaterra na década de 1890.


Por que ler? Outra voz autoral emergente, Robert Eggers volta às telas com "O Farol", um thriller peculiar que sucedeu seu hit de suspense "A Bruxa". Um ode ao cinema antigo, silencioso e significativo, os irmãos Eggers trazem uma reflexão da solidão e caminhos da mente humana na trama estrelada por Robert Pattinson e Willem Dafoe. Esse é outro roteiro interessante para o estudo de diálogos, já que Eggers é conhecido pelo seu apreço por dialetos antiquados e fora do comum. Como fazer esse tipo de fala funcionar? Quando melhor utilizar uma linguagem diferenciada na boca do personagem? Você pode ter belos insights sobre isso lendo o roteiro e "O Farol".


Leia o roteiro de "O Farol".



7. "Entre Facas e Segredos" (Knives Out, 2019)

"Entre Facas e Segredos". Imagem: IMDb

Roteiro de Rian Johnson.


Sinopse: No melhor estilo mistério whodunit, um detetive investiga a morte de um patriarca de uma família excêntrica e combativa.


Por que ler? O gênero "whodunit", outrora muito popular, acabou ficando antiquado e muito pouco produzido em Hollywood. De acordo com a Deadline, esse fato só aumenta a intriga em torno do sucesso do autor Rian Johnson com "Entre Facas e Segredos", um tributo cinematográfico a Agatha Christie que atualiza habilmente o clássico "whodunit all-star". Além de trabalhar muito bem os elementos de mistério, como o controle de informações, ritmo, modelos actanciais, o roteiro de Johnson foi escrito em apenas 7 meses, após terminar "Star Wars: O Último Jedi". Uma boa pedida de leitura para quem ficou curioso com o revival do gênero whodunit e como se constrói um mistério de sucesso.


Leia o roteiro de "Entre Facas e Segredos".



8. "Dor e Glória" (Dolor y Gloria, 2019)

"Dor e Glória". Imagem: IMDb

Roteiro por Pedro Almodóvar.


Sinopse: Um diretor de cinema reflete sobre as escolhas que fez na vida e como o passado e presente acabam desabando ao seu redor.


Por que ler? Outro filme do autor Pedro Almodóvar que fez sucesso em festivais como Cannes, "Dor e Glória" traz uma narrativa pessoal e semi-autobiográfica sobre um cineasta envelhecido refletindo sobre sua vida, ao mesmo tempo que lida com a perda de sua juventude. O roteiro é sincero e permeado pelas memórias lapidadas de Almodóvar, demonstrando um grande triunfo artístico por empregar situações autobiográficas no formato dramático de forma eficaz. Para quem quiser entender mais sobre essa difícil e dolorosa arte de se colocar em seu próprio roteiro, Almodóvar traz uma boa construção narrativa que aposta em diversos rumos para contar tanto a sua a história como a do personagem.


Leia o roteiro de "Dor e Glória".



9. "Coringa" (Joker, 2019)

"Coringa". Imagem: reprodução

Roteiro por Todd Phillips e Scott Silver.


Sinopse: Em Gotham City, o comediante falido Arthur Fleck lida com problemas mentais e é desconsiderado pela sociedade. Ele então embarca em uma espiral de ódio e crimes sangrentos, se tornando o seu alter-ego: Coringa.


Por que ler? A versão de Phillips sobre o vilão da DC atraiu muitas críticas, mas conta com uma interessante abordagem anti-filme-de-herói-ou-vilão convencional. Ele e Silver mergulham nos recantos psicológicos da vida moderna, tentando construir um Coringa mais atual e compreensível. E isso vemos já no script. Além de polêmico, o roteiro de "Coringa" se assemelha ao de "O Farol" quando traz uma co-autoria do diretor do filme, o que acaba implicando em algumas intenções de decupagem já no roteiro. Para quem não gostou do filme e achou que ele pecou na construção apologética à violência, também é interessante ler para aprender o que não fazer.


Leia o roteiro de "Coringa".



10. "Fora de Série" (Booksmart, 2019)

"Fora de Série". Imagem: Annapurna

Roteiro por Emily Halpern & Sarah Haskins, Susanna Fogel e Katie Silberman.


Sinopse: Na véspera da formatura do ensino médio, duas melhores amigas de grande sucesso acadêmico percebem que deveriam ter trabalhado menos e se divertido mais. Determinadas a não perderem na competição social os colegas, as meninas tentam amontoar quatro anos de diversão em uma noite.


Por que ler? O primeiro filme da diretora e atriz Olivia Wilde foi muito comparado a "Superbad", outro título da abordagem cômica do coming of age. Mesmo com algumas semelhanças, "Fora de Série" se preocupa com um rumo narrativo muito mais empático com o universo teen, focando em desconstruções e situações pouco representadas dentro do gênero. Um dos projetos que passou muito tempo na Black List, o roteiro de "Fora de Série" se torna um bom exemplo de como o ritmo de uma comédia é diferente, mesmo que mesclada com outros elementos dramáticos.


Leia o roteiro de "Fora de Série".



E aí, qual o seu roteiro favorito de 2019? Qual roteiro você tem mais curiosidade de ler?


#roteiro #lista #Hollywood #escritaderoteiro #roteiros2019

5,756 visualizações

Writer's Room 51 é uma vitrine online de projetos audiovisuais autorais.

Newsroom 51 é um portal afiliado de artigos sobre cinema, TV e streaming.

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn