CRIAÇÃO

Conheça os profissionais por trás do Writer's Room 51 e Newsroom 51.

Assinamos o desenvolvimento de nossos projetos em conjunto.

Formada em Realização Audiovisual, Jessica Gonzatto é roteirista, diretora, redatora e co-fundadora do Núcleo Writer's Room 51. Seu primeiro curta-metragem, Coágulo, foi vencedor do prêmio de Melhor Curta do 1º FUCCA de Sergipe (2019) e passou por festivais como o 29º Curta KINOFORUM (SP, 2018), o 46º Festival de Gramado (2018), a Mostra Cine Esquema Novo (2019), o Pinewood Studios First-Time Filmmaker Sessions (UK, 2019), entre outros. Seu projeto de curta-metragem de suspense Carcaça, criado junto de seu parceiro Guilherme Soares Zanella, foi contemplado com o prêmio principal do MetroLab em Curitiba (2018) e tem produção prevista com direção própria, assim como As Dores do Parto, seu terceiro curta-metragem autoral, premiado com o 1º Prêmio Machado DarkSide na categoria 'Outras Narrativas' (2020). Atualmente, elabora a versão longa deste projeto, bem como séries e outros projetos no Núcleo WR51. Já foi redatora publicitária na Agência Nest Comunicação (SP) e para vários portais online, realizando também consultorias, pesquisas, traduções e projetos audiovisuais em conjunto com a Abrolhos Filmes (SP), PBA Cinema (BR) e outros parceiros. Trabalha eventualmente com roteirização institucional, já tendo escrito para empresas como SBT, Pinacoteca de São Paulo, SIMABESP e outras. Possui experiência com sets de filmagem, criação e interpretação de soundtrack, dublagem, atuação e pesquisa acadêmica. 

Nascido na cidade de Porto Alegre, Guilherme Soares Zanella é roteirista formado em Realização Audiovisual. Com 9 anos de experiência no mercado, desenvolve roteiros para Cinema, TV e Web. Foi também repórter e redator da Revista CULT entre 2011 e 2012. No cinema, assina o roteiro do projeto Cidades Fantasmas, longa-metragem documental produzido pela Galo de Briga Filmes em coprodução com Casa de Cinema de Porto Alegre, Globo Filmes e GloboNews, vencedor dos prêmios de Melhor Longa-Metragem Brasileiro no 22º Festival É Tudo Verdade (2017) e Melhor Documentário no Festival Agenda Brasil (2018), em Milão. Na TV, foi responsável por desenvolver as séries Desconectados (SundayTV, Canal Sony Brasil, 2011), Banquete: Experiências Gastronômicas (Band/RS, 2015), Cidades Fantasmas - a série (Canal Brasil, 2018) e Banalidade do Mal (Prime Box Brazil, 2021). Guilherme também foi roteirista integrante do Núcleo Criativo da Casa de Cinema de Porto Alegre e ingressou em concursos e laboratórios de roteiro como Laboratório Novas Histórias SESC SP/SENAC (2016), Plataforma_Lab (2016) e Concurso de Roteiros do FRAPA (2017).