• Writer's Room 51

Apostas fora da curva para o Oscar 2020: Melhor Roteiro Adaptado

Separamos 4 fortes candidatos inesperados que podem acabar levando o prêmio


"Adoráveis Mulheres" (2019) - Imagem: reprodução

Com o Oscar se aproximando, muitas são as especulações sobre os candidatos para a edição de 2020. A corrida para conquistar a estatueta já começou: vemos alguns destaques com muito hype passando em festivais de prestígio como Toronto International Film Festival e Telluride Film Festival.


Uncut Gems (2019) já foi apontado como uma ótima surpresa, prometendo pelo menos uma indicação por conta do trabalho de Adam Sandler em um papel dramático. Jojo Rabbit (2019) gerou algumas repercussões negativas, mas também é forte candidato para Melhor Filme.


Seguindo paralelamente a isso, vamos reunir aqui alguns filmes que não tiveram o mesmo hype que um Jojo Rabbit e um Ad Astra(2019), por exemplo, mas que tem grandes chances de concorrer e mesmo conquistar um cobiçado prêmio.


Acompanhe nossas 4 apostas para o Oscar 2020 na categoria Melhor Roteiro Adaptado:


"Adoráveis Mulheres" (Little Women, 2019)

Imagem: Patriot Pics

Depois do grande sucesso de "Lady Bird: A Hora de Voar" (Lady Bird, 2017), a atriz, roteirista e diretora Greta Gerwig volta às telonas com a adaptação "Adoráveis Mulheres", um filme muito antecipado principalmente pelo tom delicado e intimista do seu trabalho de estreia.


Com 5 indicações ao Oscar, U$ 78 milhões arrecadados internacionalmente e críticas muito positivas, "Lady Bird: A Hora de Voar" lançou Greta diretamete para o hall de jovens diretores autorais para ficar de olho.


Essa é mais uma adaptação do romance homônimo de 1868 escrito pela autora Louisa May Alcott, um clássico da literatura. A escritora utilizou elementos da própria infância durante a Guerra Civil em Massachusetts para retratar as experiências de amadurecimento de Jo March e suas irmãs, Meg, Beth e Amy.

O projeto seguiu um belo caminho para ser concretizado. Ele teve início em 2015, ainda sem Gerwig, com uma equipe que reunia a antiga executiva da Sony Amy Pascal e a roteirista e diretora Sarah Polley, responsável por uma antiga versão do roteiro.


Greta Gerwig entrou no projeto apenas em 2016, ainda somente como roteirista responsável por seguir adiante a versão de Polley. Com o sucesso do seu último filme, era de se esperar que este poderia vir a ser o segundo trabalho de Greta como diretora.


Gerwig apostou no retorno de Saoirse Ronan e Timothée Chalamet para mais esse projeto, reunindo o time que ajudou a construir "Lady Bird: A Hora de Voar". Anunciado para estreia norte-americana em dezembro, "Adoráveis Mulheres" já vem fazendo algum "barulho".


O link oficial do trailer no YouTube já acumula mais de 5 milhões de visualizações, elevando a expectativa de que esse seria mais um sucesso de bilheteria e crítica. Há inclusive quem aposte que "Adoráveis Mulheres" ainda pode aparecer de surpresa em festivais como New York Film Festival.




"Luta por Justiça" (Just Mercy, 2019)


"Luta por Justiça" - Imagem: Warner Bros.

Em sua premiere internacional no TIFF, "Luta por Justiça" surpreendeu positivamente uma plateia que já esperava animadamente para ver o filme. Seguindo a tradição dos legal dramas que fazem muito sucesso no mundo inteiro, "Luta por Justiça" traz twists interessantes.


Na obra, Michael B. Jordan assume a pele do advogado Bryan Stevenson, que luta para libertar um prisioneiro (Jamie Foxx) sentenciado à pena de morte injustamente. O filme é baseado em livro autobiográfico assinado pelo próprio Stevenson, que dedicou sua vida para defender criminalmente pautas dos direitos humanos.


Tratando o racismo institucionalizado através de uma crítica ao sistema legal norte-americano, "Luta por Justiça" dialoga com muitos pontos que a Academia vem tentando trazer para a premiação (principalmente depois de intensas críticas sobre a falta de diversidade em filmes selecionados em edições anteriores).

Com estreia prevista para dezembro nos EUA, "Luta por Justiça" já é considerado em alguns portais como uma "história real para agradar o público". Isso principalmente pelo forte apelo que tem ao retratar a ainda presente dura realidade de muitos afrodescententes norte-americanos que lidam com problemas penais.


Bryan Stevenson, personagem central da história e homenageado pelo filme, é criador responsável pela organização sem fins lucrativos Equal Justice Initiative, responsável por providenciar representação legal aos que não tem recursos para arcar com as despesas e são acusados injustamente.


Com dois nomes de peso conduzindo a trama, um background poderoso e bom alinhamento com feridas bem abertas na nossa sociedade, "Luta por Justiça" tem grandes chances de surpreender levando a estatueta.




Judy (2019)


Judy (2019) - Imagem: BBC Films

Com passagens emblemáticas pelo TIFF, Telluride e Aspen Film Festival, Judy traz Renée Zellweger no papel da icônica Judy Garland em nova biopic. Em Toronto, relatos apontam que as palmas da plateia passaram da barreira dos 2 minutos.


A trama acompanha a vida da cantora e atriz Judy Garland 30 anos depois de seu papel em "O Mágico de Oz" (The Wizard of Oz, 1939), entre shows lotados em Londres, reencontros com figuras importantes da sua vida e um romance avassalador com o músico Mickey Deans.


Com inesperado sucesso de bilheteria internacional em pouco tempo de carreira, o filme promete grandes momentos de Zellweger, incorporando todo o talento de Judy Garland dentro e fora dos palcos.


Filmes biográficos são verdadeiros presentes para as atrizes e atores, mas Judy mostra que seu valor pode não ficar apenas nas atuações memoráveis. O retorno positivo em passagens por festivais internacionais mostrou um grande apelo ao público geral.


Não apenas uma aposta possível para concorrer ao prêmio de Roteiro Adaptado, Judy pode vir a se tornar um grande sucesso de bilheteria internacionalmente.




Downton Abbey (2019)


Downton Abbey (2019) - Imagem: PBS

A série fenômeno internacional Downton Abbey chega às telonas trazendo o elenco original e o criador Julian Fellowes assumindo roteiro. Nessa continuação, a visita do Rei e Rainha da Inglaterra trará novos escândalos, romances e intrigas para a família Crawley.


Com a crescente popularidade das 6 temporadas da série, não era nenhuma novidade o imenso hype pela estreia do filme, que pode muito bem carimbar mais de uma indicação ao Oscar em 2020.


Ao The Mirror, Fellowes comenta que o maior desafio do projeto foi reunir os atores novamente, que já haviam se espalhado por todos os cantos do globo. A adaptação para o cinema, porém, parece ter em mãos uma grande oportunidade de negócios.

Na "era dos remakes", a série Downton Abbey conseguiu provar que o público anda sedento por conteúdo original com fôlego para gerar muitos produtos paralelos. Nasce a possibilidade dessa ser a mais nova franquia de sucesso do cinema, agora livre de super heróis e vilões problemáticos.


A popularidade da série aliada às qualidades naturais de um romance histórico (prêmio de Melhor Figurino é o mais provável para a obra) podem aproximar Downton Abbey do prêmio de Melhor Roteiro Adaptado.



#Oscar2020 #MelhorRoteiroAdaptado #apostas


114 visualizações

Writer's Room 51 é uma vitrine online de projetos audiovisuais autorais.

Newsroom 51 é um portal afiliado de artigos sobre cinema, TV e streaming.

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn