• Writer's Room 51

Peter Pan será vilão de nova adaptação para o cinema

The Lost Girls traz a perspectiva de Wendy para debater as atitudes tóxicas dos personagens da Terra do Nunca


Imagem: reprodução

Baseado no segundo romance da autora Laurie Fox, The Lost Girls (em tradução livre, "As Garotas Perdidas") revisita a mitologia de Peter Pan, icônica fantasia de J.M. Barrie. Aqui, no lugar de Peter Pan ser o herói da história, suas atitudes são questionadas pelas mulheres da trama.


O projeto conta com nomes emblemáticos da indústria cinematográfia, como Ellen Burstyn e Emma Thompson. Com direção de Livia De Paolis - que também estrela no filme - e com presença de Gaia Wise (filha de Emma Thompson), o filme oferece uma visão integralmente feminina.


Conhecida por dirigir e estrelar o filme Emoticon ;-) (2014) - junto de Carol Kane e Sonia Braga - De Paolis aposta nessa nova visão sobre o famoso personagem para discutir assuntos importantes nos dias de hoje: entre eles a masculinidade tóxica.


A trama


A adaptação cinematográfica acompanhará quatro gerações de mulheres que sofrem com as consequências da sua aventura na Terra do Nunca. O filme promete focar principalmente na jornada de emancipação criativa de Wendy após encontro com Peter Pan.


Ellen Burstyn, Emma Thompson e Gaia Wise - Imagem: Shutterstock

Assim como sua avó (interpretada por Burstyn) e mãe (Emma Thompson), Wendy também precisa escapar do controle de Peter Pan enquanto ele desesperadamente a mantém no mundo dos meninos que não querem crescer.


O risco ganha novas proporções quando sua filha Berry (Wise) orbita o universo de Pan. Para vencer essa força obscura, Wendy precisa iniciar uma grande jornada de reconciliação com seu legado e conexão com a própria filha.


A força do romance de Laurie Fox


O que fazer quando sua mãe cria você para acreditar que contos de fadas são reais? E porque mulheres se apaixonam por homens que se recusam a crescer? Essas perguntas são levantadas em resenha publicada pelo portal Publishers Weekly.


As acusações que Fox levanta ao revisitar o universo de Pan já não são as únicas. A série "Era uma Vez" (Once Upon a Time) construiu todo um arco onde o garoto perdido é apresentado como vilão.


Não é por menos: com ajuda de Fox é possível reavaliar as atitudes de Peter Pan quando somos guiados pela importante perspectiva feminina da trama.


Afinal, Pan acorda Wendy (13 anos de idade) e a leva diretamente para a Terra do Nunca, onde seu papel é cuidar de uma legião de garotos perdidos (e que se recusam, com todas as forças, a amadurecer).


Essa nova perspectiva se torna uma poderosa ferramenta de combate contra alguns padrões tóxicos de relacionamentos entre homens e mulheres. Fox levanta uma interrogação acerca desse romance auto-destrutivo em sua adaptação singular do clássico da fantasia.


Reavaliando Peter Pan na era #MeToo


Imagem: Shutterstock

Ao Deadline, a roteirista e diretora De Paolis comenta: "eu sempre fui fascinada pelos significados ocultos em contos de fadas desde a infância, então quando eu li o romance de Laurie Fox The Lost Girls eu imediatamente me identifiquei com a forma como ela reinventa o conto de fadas atemporal de J.M. Barrie para um público contemporâneo."


Para a produção, a colaboração com De Paolis para essa adaptação traz outro ponto muito importante: retratar a mitologia de Peter Pan na era do #MeToo, contando com o protagonismo feminino por trás e diante das câmeras para melhor apresentar sua tese.


Criado em 2017, o movimento #MeToo utilizou diferentes plataformas da mídia para conscientizar as pessoas a respeito do crescente problema da agressão sexual em suas mais diversas formas, principalmente nos ambientes profissionais.


A hashtag foi compartilhada por milhares de pessoas, muitas delas figuras da grande mídia como atrizes de Hollywood, que também levantaram a bandeira em grandes premiações do cinema internacional.


Para saber mais sobre as pautas do #MeToo e o seu trabalho desenvolvido nos últimos anos, acesse: https://metoomvmt.org/.


Para comprar o livro, acesse aqui.



487 visualizações

Writer's Room 51 é uma vitrine online de projetos audiovisuais autorais.

Newsroom 51 é um portal afiliado de artigos sobre cinema, TV e streaming.

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn