• Writer's Room 51

5 próximos lançamentos de filmes de ação dirigidos por mulheres

Atualizado: 11 de Out de 2019

Polêmica da Marvel envolvendo a diretora argentina Lucrecia Martel levanta debate sobre preconceitos da indústrias do cinema. Para quebrar esses paradigmas, veja os 5 filmes de ação dirigidos por mulheres com lançamento próximo.

Imagem: Sony Pictures

Mulheres em cargos de chefia em sets de filmagem é um tópico cada vez mais efervescente na indústria cinematográfica. Embora o meio audiovisual esteja se encaminhando para um campo mais inclusivo, ocorrem ainda situações que expõe a importância de manter o debate.


A recente possível escalação da diretora argentina Lucrecia Martel para novo filme da Marvel expõe alguns dos problemas desse mercado ainda muito dominado por homens.


Após ser convidada pelo estúdio para conversar sobre uma possível atuação como diretora do filme “Viúva Negra” (Black Widow), que tem como protagonista a heroína dos Vingadores interpretada pela atriz Scarlett Johansson, Martel traz um relato desconfortável.


Imagem: Marvel Studios

Ao The Daily Pioneer, a diretora argentina relatou que não haverá negociação com a Marvel após uma primeira reunião.


“Marvel e outras produtoras estão tentando envolver mais diretoras mulheres… O que eles disseram em reunião foi ‘precisamos de uma diretora porque precisamos de alguém preocupada principalmente com o desenvolvimento da personagem da Scarlett Johansson’”, afirma Lucrecia Martel em trecho da entrevista.


A cineasta continua: “Eles me disseram, ‘não se preocupe com as cenas de ação, nós tomaremos conta disso’”. Lucrecia Martel, que apontou ao periódico sua vontade de dirigir as sequências de ação, viu neste ponto um antigo ranço do cinema hollywoodiano.


“Os estúdios estão interessados em diretoras mulheres, mas eles ainda acreditam que cenas de ação são para diretores homens”, comenta Martel. O resultado dessa reunião foi a desistência da diretora, celebrada por sua sensibilidade em filmes icônicos como “O Pântano” (La Ciénaga, 2001).


Diante dessa questão, a indústria americana vem abrindo espaço para diretoras mulheres em algumas grandes apostas do cinema hollywoodiano. Muitas delas, inclusive, com diversas cenas de ação para quem é fã do gênero.


Está na hora de quebrar alguns paradigmas, afinal. Por isso separamos aqui 5 grandes lançamentos de filmes de ação dirigidos por mulheres. Acompanhe!


1. “As Panteras” (Charlie’s Angels) - Direção: Elizabeth Banks



Imagem: Sony Pictures/Chiabella James

O novo reboot (que também se propõe a ser uma continuação) da franquia de ação/comédia “As Panteras” (Charlie’s Angels) terá Kristen Stewart, Naomi Scott e Ella Balinska interpretando as personagens emblemáticas.


A direção fica na mão da também atriz Elizabeth Banks, que também fará um papel importante no filme. Segundo Banks, essa nova versão do clássico do cinema pegará muito mais o lado da comédia, mas não faltará ação nas cenas de combate.


Certamente isso casa muito bem com a sua trajetória. Elizabeth Banks teve sua estreia como diretora com "A Escolha Perfeita 2" (Pitch Perfect 2, 2015), mas já atuou em papéis importantes em diversos títulos de comédia como “O Virgem de 40 anos” (The 40-Year-Old Virgin, 2005) e “A Minha Casa Caiu” (Walk of Shame, 2014).


Lançamento internacional previsto para novembro de 2019.


2. "Mulher-Maravilha 1984" (Wonder Woman 1984) - Direção: Patty Jenkins


Imagem: Warner Bros Pictures

É inegável que Patty Jenkins teve um papel importante para o ingresso de mais diretoras mulheres em filmes de super herói. O sucesso de “Mulher-Maravilha” (Wonder Woman, 2017) ampliou as expectativas para esse número aumentar ainda mais.


Jenkins foi uma grande aposta para assumir a condução do enredo que envolve um verdadeiro ícone do universo DC. Com poucos títulos comerciais sob o seu comando, a diretora conseguiu altas cifras com “Mulher-Maravilha”.


O filme gerou cerca de U$ 100.5 milhões na primeira semana nos EUA, o maior valor acumulado por um filme dirigido por uma mulher. Consequentemente, seu retorno para dirigir a sequência, “Mulher-Maravilha 1984” (Wonder Woman 1984) não é nenhuma surpresa.


Neste novo título, Gal Gadot volta ao papel de Mulher-Maravilha em uma trama que se passa na década de 1980, em batalhas épicas contra a poderosa Cheetah (Kristen Wiig).


Antes da franquia, Jenkins era mais conhecida pela biopic “Monster: Desejo Assassino” (Monster, 2003). Charlize Theron, que interpretou Aileen Wuornos, uma prostituta que virou serial killer, ganhou um Oscar e um Globo de Ouro pela sua atuação no filme.


Lançamento internacional previsto para 2020.


3. "Jolt" - Direção: Tanya Wexler


Imagem: Alamy Stock Photo

Não só de filmes de super herói vive o cinema de ação. Em Jolt, Kate Beckinsale ingressa em uma jornada homicida atrás do assassino do seu amado. A expectativa é alta: como sabemos, sequências de ação não são uma novidade na vida de Beckinsale.


A atriz é conhecida por seus papéis no alucinante remake de “O Vingador do Futuro” (Total Recall, 2012) e, é claro, na não-tão-querida franquia “Anjos da Noite” (Underworld, 2003). Beckinsale retorna ao gênero com filme dirigido por Tanya Wexler.


Mais acostumada com comédias, Jolt é uma aposta fora da curva para a diretora de “Histeria” (Hysteria, 2011). Com trama densa e cheia de violência, fica a reflexão sobre a possibilidade de existir uma pitada de humor entre uma porra e outra.


Lançamento internacional previsto para 2020.


4. "Red Sonja" - Direção: Jill Soloway


Imagem: Amazon Studios

Inicialmente, Bryan Singer havia sido anunciado para assumir a direção do remake do título de 1985. O estúdio acabou recuando após a notícia cair muito mal para o público. As acusações de agressão sexual por parte do diretor pesaram bastante na opinião pública (e com razão).


Depois desse erro inicial, Jill Soloway foi convidada para dirigir a fantasia/ação adaptada dos quadrinhos do universo Conan (aquele, o bárbaro), que conta com uma protagonista sanguinária e sua espada mortal.


Soloway vem de uma longa carreira como produtora de TV, mas já assumiu a direção de sucessos como a série Transparent (2014-). No roteiro, além de Transparent e diversas outras, Jill Soloway assina também a conceituada “A Sete Palmos” (Six Feet Under, 2001-2005).


Com o novo Red Sonja a perspectiva é que Soloway se torne mais um nome de peso na direção de filmes de ação em Hollywood.


Sem lançamento previsto ainda.


5. "Cowboy Ninja Viking" - Direção: Michelle MacLaren


Imagem: AMC

Com um nome desses não resta dúvida que a aposta é no entretenimento repleto de cenas de lutas e muito sangue. É o que o público espera, ao menos. Um projeto que circulou por mais de um ano pela indústria, Cowboy Ninja Viking conta com Chris Pratt como estrela.


Esse é outro título que busca nas HQs uma forma de atrair público e encontrar tramas alucinantes. A trama acompanha um super-soldado que sofre de transtorno de múltiplas personalidades e reúne, como resultado, (imaginem) todos os atributos de um cowboy, um ninja e um Viking.


No mínimo parece divertido. Para ajudar a contar essa aventura, Michelle MacLaren foi recrutada para o papel da direção. Com uma vasta experiência em premiadas séries de TV, MacLaren já dirigiu sucessos como Breaking Bad (2008-2013) e Game of Thrones (2011-2019).


Fica claro que MacLaren conhece muito bem o gênero e está familiarizada com cenas de ação em superproduções. Sem previsão de lançamento ainda.


#MulheresEmHollywood #Lançamentos #Cinema

85 visualizações

Writer's Room 51 é uma vitrine online de projetos audiovisuais autorais.

Newsroom 51 é um portal afiliado de artigos sobre cinema, TV e streaming.

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn